Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Versão Feminina

O mundo aos olhos das mulheres - a dualidade entre a delicadeza e a complexidade! By Freckles & RedHead

Versão Feminina

O mundo aos olhos das mulheres - a dualidade entre a delicadeza e a complexidade! By Freckles & RedHead

O Amor é eterno!... Enquanto dura!

Parecia um conto de fadas: o meu primeiro namorado era o meu príncipe encantado! Sentia-me uma sortuda por ter encontrado o Amor da minha vida tão facilmente enquanto via outras a experimentar vários sapos.

 

O tempo foi passando e, já a viver juntos há mais de dois anos, chegou o nosso 9º aniversário e, como manda a lamechice, lá fiz uma mega declaração pública de amor. Choveram comentários de amigos e família, felizes com a nossa felicidade, que aguardavam pequenos rebentos nossos para breve. Mal sabia eu...

 

Passado um mês, o que para mim foi inesperado, ele acabou comigo! Olhando para trás, havia sinais? Pois aqueles “estou cansado”, “não me apetece ir, vai tu” afinal tinham outro motivo: já não estava nessa!

 

Saí da “nossa” casa na hora. Chorei. Sim, chorei muito. Foi um choque enorme e não apenas para mim... Até os amigos mais chegados ficaram chocados! E depois: Falei, desabafei, chorei... Ouvi muitas frases feitas e clichés “Tudo acontece por um motivo”, “bola para a frente”, “não faltam aí são homens!” ... Ouvi, falei e chorei mais um pouco.

 

Já ouviram aquela “os amigos verdadeiros são como os parafusos: só sabemos se são bons na hora do aperto”? Pois bem, tenho cá uns Parafusos espectaculares! Mantive-me sempre acompanhada e ocupada... Quando dei por mim sorria sem motivo e ria até chorar! Estava bem e... Feliz!

 

Nunca senti raiva dele. Até me apercebi que senti alívio. Nem tinha reparado como não estava bem na relação, apenas fui-me deixando ficar porque estávamos “bem”: afinal nunca discutíamos e já estávamos juntos há tanto tempo. Mas não, todos merecem sentir aquele Amor e companheirismo digno de comédia-romântica de Domingo à tarde! Porque ele existe e não me vou contentar com menos do que mereço!

279128949c2392045f6335c93a6b2df9.jpg

By Just that girl

 

Just that girl é uma jovem romântica ainda em busca de um amor como o dos seus pais. Defensora dos animais, tentar dar ao seu cão a melhor vida de cão possível. Faladora desmedida e sorridente por natureza, não gosta de estar sozinha e prefere passar o tempo livre com os amigos que já reconhece como família.